AcontecePelo Mundo

Ópera de João Guilherme Ripper no Teatro Colón

No dia 2 de setembro, estreou no Teatro Colón em Buenos Aires a ópera “Piedade” de João Guilherme Ripper, inspirada na tragédia da morte de Euclides da Cunha.

A ópera que foi uma encomenda da Orquestra Petrobrás Sinfônica, teve sua estreia em 2012 em forma de concerto semiencenado. “Piedade” foi encenada pela primeira vez, nessa produção na Argentina e fez parte da série Ópera de Câmara do Teatro Colón. Ripper refez a orquestração da ópera para uma orquestra de câmara composta por 13 músicos. O resultado foi incrível!

Os irmanos (Laura Pisani como Anna de Assis, Sebastián Angulegui como Euclides da Cunha e Sebastián Russo como Dilermano) mandaram muito bem no português e deram vida aos personagens brasileiros, o que encantou o público que lotou a sala do Núcleo de Ópera Contemporânea nas três récitas.

Vários amigos e autoridades estiveram presentes para prestigiar o artista brasileiro e assistir o resultado belíssimo do trabalho de nossos vizinhos argentinos.

Em tempos em que os teatros latino-americanos (inclusive os teatros brasileiros) prestigiam pouco os artistas dos países vizinhos, o teatro Colón abriu suas portas para uma ópera contemporânea brasileira. Espero que seja uma luz e sirva como exemplo para prestigiarmos nossos artistas e produções latino-americanas.

Enfim, a noite foi de festa brasileira com direito a brinde no final do espetáculo!

Confira as fotos de quem esteve por lá e as lindas fotos de Máximo Parpagnoli.

Equipe Criativa

Diretor Musical: Federico Sardella

Diretor de cena: Diego Ernesto Rodriguez

Cenógrafo e figurinista: Enrique Dartiguepeyrou e Claudia Bottazzini

Iluminação: Germán Ivancic

Joel Sampaio, Maria Cristina Rayol, João Guilherme Ripper, Embaixador Sérgio Danese e Filipe Lopes

Rosane Pessa, Maria Elisa D. Gaglianone, J. G. Ripper e Sérgio A. de Oliveira

Marluce e Alexandre Rojas

J. G. Ripper e o Diretor artístico da Ópera de Câmara do Teatro Colón, Marcelo Lombardero

Éser Menezes, Marcelo Lombardero e Augusto Techera

J. G. Ripper entre os solistas: Sebastián Angulegui, Laura Pisani e Sebastián Russo

Momento do brinde!

Orquestra de Câmara

Ópera Piedade / Teatro Colón
Foto:Máximo Parpagnoli

Ópera Piedade / Teatro Colón
Foto:Máximo Parpagnoli

Bela Música no Teatro Colón

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *